Um dia de chuva

Por Vinícius Marques



Estou na janela olhando a chuva lá fora. Aqui de dentro vejo as gotas escorrendo no vidro na clássica corrida que você sempre imaginou. Você... Imagino que em algum lugar você também está na janela olhando essa chuva fria. Você sabe que eu sempre gostei desses dias. Ficar em casa vendo um filme sob o edredom, passar o dia seguro nos teus braços, esses eram os melhores dias que poderíamos ter. Mas agora na janela espero que esteja lembrando de mim. Lembrando do quanto sempre achei estúpida a ideia da corrida de gotas. Sempre foi assim, né? Você uma eterna criança e eu aquele que cresceu cedo demais, esfriou cedo demais. Agora me sinto culpado. Agora percebo que várias foram as vezes em que você tentou e eu, sempre teimoso, nunca deixei. Agora sei que dos nossos erros, o maior foi meu: eu não te deixei me amar. Em toda minha sina de não me machucar eu te machuquei. Não me permiti sentir o que você transbordava e agora só me resta a chuva, só me resta o frio, só me resta o lamento. Onde quer que esteja, espero que nesse momento teus olhos cruzem com os meus em algum plano, pois espero que estejamos observando a mesma chuva e pensando um no outro. Onde quer que esteja, espero que esteja bem, espero que esteja feliz. Onde quer que esteja, espero que saiba que te deixo ir e que te peço desculpas. Onde quer que esteja, espero que meu coraçao frio não tenha congelado o teu. Onde quer que esteja, espero que ame muito e que seja feliz. Onde quer que esteja, espero que saiba que agora te amo, mesmo tarde demais. Onde quer que esteja, espero que sua chuva acabe num belo arco-íris, e que saiba que o pote de ouro é você.

Um comentário

  1. "O potencial de ouro é você." Que texto lindo! Parabéns ❤

    ResponderExcluir

Topo