A beleza das coisas verdadeiras.



Avistei ao longe algumas flores. Esbocei um sorriso e me aproximei. Eram de plástico. Não consegui esconder a decepção. Alguém lembrou, na tentativa de me consolar, que as flores de plástico poderiam durar para sempre. Achei estranho aquele comentario. Jamais me conquistaria uma beleza eternamente artificial. Escolheria,sem dúvida, a fragilidade e o perfume das flores de verdade, mesmo que essas flores durassem apenas alguns dias ao meu lado ...


( Dalcides Biscalquin)

2 comentários

  1. Seguindo seu blog, adorei ele, Sucesso sempre! Beijos http://prisaodeamor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Seguindo seu blog, adorei ele! Sucesso sempre! Beijinhos http://prisaodeamor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Topo