Resenha - Querido diário otário,

by - 21:04

Por Ingrid

Pela primeira vez quero resenhar um livro para crianças. Recomendo para aquelas de 7-11 anos. Seria essa idade mais ou menos que o interesse pelo livro se tornaria maior. Eu por exemplo, li com 9 anos.

No primeiro livro da série "é melhor fingir que isso nunca aconteceu" conhecemos Jamie Kelly, uma menina não popular que tem a sua pior inimiga, Angelina, na qual ela sempre ficou na sombra. Então que um dia Jamie consegue roubar a ficha dela e burramente devolve.


O livro em si não tem muita história para contar, mas posso garantir que tira boas risadas até daquelas crianças que são desmotivadas e não gostam de ler, porque o melhor de tudo isso é que ele pode ser um belo aliado na árdua tarefa de transformar crianças em pequenos leitores.
O humor que Jamie conta a história faz do livro uma leitura super agrádavel.

Aviso aos leitores: Mesmo eu recomendando a idade, li uma resenha de uma leitora do skoob a Erika, professora de português dizendo que recomenda a todos. E por um lado é verdade, porque nada como uma boa leitura para agradar o dia.

Também li o terceiro livro "Eu sou a princesa ou o sapo?" contando quando Jamie tem um admirador secreto (finalmente! diz ela).

Minha resenha hoje é mais para ser uma dica de presente para crianças, mas falando nisso quer presente melhor do que um livro?

You May Also Like

2 comentários

  1. Amo livros infantis, eu acho que toda faixa etária pode sim curtir, eu não conhecia esse, em breve vamos acrescentar a estante da Emilly, você sabe né? Ela ama livros!! Vai ser como nós duas!! Aguardo a resenha do "Eu sou a princesa e o sapo?" dá até para postar na page materna. Eu já resenhei livros infantis aqui Ingrid, adorei sua ideia e a resenha.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ingrid,
    Toda semana acesso o blog, e além de conferir as novidades, gosto de reler resenhas antigas. Esta daqui já li umas oito vezes, e hoje a li novamente. Gosto muito do teu trabalho, virei fã desse blog por ter um conteúdo honesto, sincero.
    Acabei comprando esse livro depois que li a resenha pela primeira vez, e diria que é um livro certamente não só para crianças, mas pra adolescentes e até jovens adultos. É um livro cuja tônica é o humor.

    Parabéns pelo blog, Indrig, um abraço, Dieison Engroff, do Rio Grande do Sul.

    ResponderExcluir