Joyland - Stephen King [Resenha]

 Por Thainá Ferreira

Joyland - Stephen King
Ano: 2015 / Páginas: 240
Idioma: português
Editora: Suma de Letras

Devin Jones já com os seus sessenta e poucos anos lembra do seu passado, quando tinha vinte e um anos de idade e como foi parar no parque de diversões Joyland. Devin estudava e trabalhava na Universidade de New Hampshire junto com Wendy (a garota que partiu o coração de dele). Depois da notícia que Wendy iria mudar de emprego Devin perdeu o interesse em trabalhar na Universidade, e já sem perspectivas encontrou no refeitório uma revista aberta na sessão dos classificados. Quem deixara a revista tinha circulado várias possibilidades de emprego mas um em negrito e não circulado chamou sua atenção, a primeira linha dizia: "Trabalhe no Paraíso!" Devin resolveu ligar e marcar a entrevista. Depois da entrevista com Freddy ele foi dar uma volta no parque e encontrou Rozzie Gold ou Madame Fortuna, uma senhora que tem uma barraquinha de quiromancia que jura ser médium, mas Devin não se importou com as supostas previsões. No primeiro dia de trabalho, Devin vai aprender a controlar a roda-gigante e Lane Hardy conta a história do Trem Fantasma, que supostamente é assombrado por uma mulher chamada de Linda Gray que foi assassinada por um homem misterioso durante o passeio no brinquedo, Devin ficou um pouco intrigado com a história mas logo teve que ir embora. Dias depois Tom, Erin e Dev vão dar uma volta no brinquedo Horror House e Tom jura ter visto o fantasma de Linda, e insiste para Dev ficar longe do brinquedo. Sempre que Dev caminha pela praia ele acena para um garotinho sentado em uma cadeira de rodas com a mãe. Em uma das caminhadas de volta para casa ele vê a mãe e o garoto na beira da praia e resolve parar para ajuda-los com a pipa. Annie comenta que Mike ficaria muito feliz em ir ao parque Joyland, mas ela se recusa deixar o filho ir, até que Dev e Mike a convencem de ir até la. Alguns dias depois deste encontro Mike liga para Devin e diz: " A gente vai lá por ela. Ela vai saber quando a gente chegar lá. - ele falou com uma estranha certeza. - E por você, Dev. Mas principalmente, pela garota. Ela esta lá há tempo demais. Ela quer ir embora." Com esta declaração de Mike, Devin ficou de queixo caído. Como o garoto sabia de Linda Gray?

"O fim do meu primeiro amor não chega nem perto da morte de um velho amigo e do luto por outra, mas seguiu o mesmo padrão. Exatamente o mesmo. E, se pareceu o fim do mundo pra mim – causando primeiro aqueles pensamentos suicidas (por mais bobos e desanimados que tenham sido) e depois de uma mudança sísmica no curso antes inquestionável da minha vida –, você precisa entender que eu não tinha uma escala pela qual medir. Isso se chama ser jovem."

Depois de um dia incrível ao lado de Mike e Anne, Devin vai pra casa e fica pensando sobre as coisas que Mike disse e das fotos tiradas no dia da morte de Linda. Ele para pára analisar e começa a encaixar as pistas que conseguiu, até o telefone toc
ar. Quem seria aquela hora da madrugada? Devin atende, era o assassino, ele fica nervoso e logo reconhece a voz. Já tinha ouvido muito falar dos livros de Stephen King, e particularmente eu esperava um pouco mais do livro Joyland. É um livro simples e de leitura rápida, mas demorei um pouco para lê lo, pois não foi um livro que me prendeu. Os acontecimentos na história são espaçados e devagar. Por ser um livro que fala de um assassinato no parque, esperava um pouco mais de suspense, tensão e ate mesmo terror.



Sinopse: Um pequeno conselho: não se aventure na roda-gigante em uma noite chuvosa.

Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer.

Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado — e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria.

O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer — e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.

Terror / Literatura Estrangeira / Suspense e Mistério  

13 comentários

  1. Este está na minha lista, super bem recomendado
    Adorei o post, meninas!
    Bjks mil

    www.blogdaclauo.com

    ResponderExcluir
  2. Pera ai! A Wendy que aparece nesse livro é "A" Wendy de O iluminado? kkkkkk Quero muito ler esse livro e, se for, vou tentar lê-lo o mais rápido possível mesmo que seja só para ter um vislumbre dessa personagem! *____* bjss

    Leitora Compulsiva
    http://olhoscastanhostambemtemoseufascinio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse foi o primeiro livro que li do autor, então nao sei.. Leia o livro e conta pra gente se é a mesma personagem. abraço

      Excluir
  3. Aline, já ouvi falar muito dos livros do King, mas eles não me atraem, infelizmente.
    É uma pena que o livro não atingiu suas expectativas.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tinha lido resenhas e sinopses de alguns livros do King mas também nao me interessaram, esse foi um que gostei da sinopse, mas pela fama do autor eu esperava mais do livro. Mas ja me indicaram um e vou da uma olhadinha na sinopse pra ter uma ideia.
      Olhe também quem sabe o livro te chame a atenção? O nome do livro é DESESPERO.
      Abraços

      Excluir
  4. Oiii Lila, tudo bem?
    Eu morro de vontade de ler esse livro desde que houve o lançamento, acho a história fascinante e um pouco diferente do que costumo ler do King, então despertou meu interesse, como sempre, amei a sua resenha linda <3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Morgana :)
      Coloquei muitas expectativas no livro e me decepcionei um pouco, mas a história é boa e vale a pena conferir. Fico muito feliz que goste das resenhas! Bjos

      Excluir
  5. Oi Aline, gostei bastante da resenha. Adoro a escrita de King, mas ainda não li essa obra. Quando ela foi relançada pela Suma eu esperava que fosse bem mais assustadora, que pena.
    Não sei se você já leu muitos livros do autor, mas se você que sentir um frio na espinha, recomendo 'Desespero'!

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha Raquel! Tambem esperava um pouco mais, e pela fama do autor eu esperava um pouco mais de suspense e terror. Esse foi o primeiro livro que li do S. King. Obrigada pela indicação. Abraços

      Excluir
  6. Oi, Aline! Confesso que sua resenha esfriou um pouco minha vontade de ler este livro... mas vamos ver... ainda não vou tirá-lo da minha lista de leituras rs
    Bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Costumo dizer que esse é um livro pra ser lido quando a pessoa tem receio de terror, para iniciar, e para comhecer a escrita dele. É, realmente, o livro mais leve dele, não dá, realmente, pra sentir medo. rs
    Super te entendo quando vc diz que esperava mais dele. XD

    Beijo!

    ResponderExcluir

Topo