Nerve - um jogo sem regras (opinião cinéfila)

Por Ingrid

Dos criadores de Atividade Paranormal 3 e 4 somos presenteados com uma boa adaptação literária; o filme Nerve do livro homônimo. Assisti sem expectativa alguma e até que sorri com o final. 


Me explico. O enredo não é tudo isso e o começo mais parece um drama adolescente que poderia passar na sessão da tarde. A sinopse me deixou intrigada por isso me aventurei nessa uma hora e trinta e seis de filme.
"Vee DelMonico (Emma Roberts) é uma garota comum, prestes a sair do ensino médio e ir para a faculdade. Após uma discussão com sua amiga Sydney (Emily Meade), ela resolve provar que tem atitude e decide se inscrever no Nerve, um jogo online onde as pessoas precisam executar tarefas ordenadas pelos próprios participantes."
Nerve é dividido entre jogadores e observadores. Os jogadores fazem os desafios que os observadores escolhem e a cada desafio uma quantia é lançada. Quem completa o desafio recebe o dinheiro na conta na hora. Quanto mais absurdo, mais dinheiro. E para quem está desesperado para se encaixar na sociedade, um jogo de integração/curtidas/visualizações é a melhor saída do momento. 


Vee se encaixa perfeitamente como uma jogadora e decide de última hora participar dessa distopia louca e atual. Distopia atual? Sim. Nós já vivemos em uma sociedade que vive em função de curtidas, visualizações e aprovação do outro. Logo, é fácil se reconhecer em Vee. Uma menina que não sabe para onde ir, tem um melhor amigo que a protege e quer dar uma mudada na vida que vive. 

No primeiro desafio "beijar um cara totalmente estranho" seu caminho se cruza com o jogador Ian. Um cara que já não consegue mais sair do jogo e percebe que não tem mais volta a não ser vencer. 

Não é na escolha das personagens que o filme peca, mas é no enredo logo de cara. A ideia é boa. Na verdade a ideia é aceitável quando quer conscientizar as pessoas que vivemos em uma era caótica com a tecnologia. 
O resultado final foi um filme bom para passar o tempo até porque ele é totalmente fluido com um jogo de luzes digno. Você acha que está dentro do jogo junto as personagens. Nem sente a hora passar. 
Todavia para mim foi mais um filme de adolescente que recomendo.

PS: Icona Pop está presente na trilha sonora. 

7 comentários

  1. Já vi alguns comentários a respeito desse filme, principalmente por fazer comparação ao estilo de jogo da Baleia Azul. Tenho vontade de conferir, ele já está até separado, só falta um tempo mesmo para apertar o play e ter uma opinião sobre ele.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  2. Não é muito o meu género de filme e eu agora ando numa fase que não me apetece ver filmes. Ou séries ou ler livros :)
    Mas gostei da tua resenha.

    ResponderExcluir
  3. hummm nem sei o que dizer pois não sou muito atenta a este tipo de filme e jogos nem pensar, mas bateu uma curiosidade só pra saber como é.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá!! :)

    Eu confesso que já tinha ouvido falar no filme e mesmo no filme no qual este se baseia!! :) E ate tenho curiosidade!! :)

    Enfim, espero vir a ver, mesmo que tenha um enredo tao grnade (o que não funciona muito bem comigo, normalmente...). mas ainda bem que a ideia e boa! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, ainda não vi esse filme mas achei a premissa dele interessante. Como você disse, um filme adolescente para passar o tempo, certamente verei quando puder mas sem grandes expectativas.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Já assistir o filme e realmente é bom para passar o tempo. Realmente vivemos uma geração de curtidas, visualizações e aprovação do outro. Não está mesmo fora da realidade. Um exemplo foi o jogo Baleia Azul. Realmente o final do filme foi bom. Beijos'

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Eu adorei esse filme! Me senti como se estivesse dentro da história. A cena da moto foi irada! O filme é muito bom no quesito suspense, quase morri do coração algumas vezes haha. A atuação dos personagens foi muito boa. Ainda não li o livro, mas se for tão bom quanto o filme, já sei que adorarei.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Topo