Resenha - Eu sou Malala

Por Cesar Faria
Pai da colunista Ingrid Faria


EU SOU MALALA é um interessante relato escrito pela própria Malala em parceria com Christina Lamb contando sua trajetória desde seu nascimento no Paquistão, no Vale do Swat, até seu exílio na Inglaterra, depois do tiro que desfigurou-lhe o rosto e desenhou internacionalmente sua face firme de ativista na luta pela educação infantil como um direito universal de todas as crianças, inclusive meninas, exatamente a razão pela qual tomou o tiro.
Seu crime, seu pecado segundo os animais que a atingiram foi, sendo menina, insistir em estudar na escola de seu pai, um direito que segundo uma perversa, equivocada e maliciosa interpretação do Islamismo ela não tem. 
O que mais impressiona no livro é o tom coloquial com que Malala conta sua história, prova de autenticidade de seu relato adolescente, certamente comovente, tanto mais para mim que tenho uma filha apenas um pouco mais nova do que ela e que, lendo, não deixo de imaginá-la no lugar de Malala, luta e sofrimento que certamente não quero para minha filha, ainda que, tal como o pai de Malala, viesse a ter imenso orgulho dela.
O livo, editado no Brasil pela COMPANHIA DAS LETRAS (2013, 341 págs., 6ª reimpressão) é, na minha opinião, leitura obrigatória para todo aquele que crê na educação como solução para os problemas que afligem a humanidade, salvo talvez da busca da felicidade que diz respeito a trajetória pessoal de cada um.
Não sei se Malala é feliz. Creio que não. Mas, sei que tem uma missão e isso é lindo.     

13 comentários

  1. Ai que legal não sabia que tinha um livro! Imagino o sofrimento dessa menina, isso é horrivel meu Deus. Com certeza ela tem uma missão nesse mundo, tão novinha e já tendo tantas batalhas! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Malala é um exemplo de luta
    de amor, realmente jamais iriamos querer
    esse sofrimento para nossas filhas
    por isso é uma jovem que merece respeito

    Linda Tarde
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  3. Eu sou suspeita para falar, né pai? Mas eu amei a resenha!
    Logo logo vou postar a minha com meu ponto de vista do livro
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Quero muito ler este livro. Sempre gostei de livros que que relata a vida das pessoas do Paquistão e países vizinhos.
    Beijos
    Adri

    ResponderExcluir
  5. Essa menina tem uma luz, uma estrela imensa.
    Creio que veio ao mundo com uma missão maravilhosa.
    Mas é uma história muito triste a dela, é muito sofrimento!
    Bjinhos.
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha !!!


    Beijos Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Tenho muita curiosidade de ler o livro, pois já li vários artigos sobre essa grande guerreira

    http://meus-sonhos-meus-pesadelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Muito boa a resenha, ja ouvir falar dele.
    bjos

    ResponderExcluir
  9. Amiga... Q história!!
    Realmente vale à pena a leitura.
    Sim, ela tem uma missão e vai concluir!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Amei sua resenha, você escreve muito bem, parabéns!!
    Desde a primeira linha eu fiquei admirada, Ingrid tem mesmo por onde puxar!!
    Quanto ao livro, ainda não conhecia, mas agora esta na minha lista!

    ResponderExcluir
  11. Deve ser bem legal de ler! Ela sofreu muito, ontem ela ganhou um premio da ONU.Bjos
    Tatty Nunes - Mãe de Primeira Viagem

    ResponderExcluir
  12. Olá.

    Realmente ela tem uma missão e é admirável por isso.
    Há pessoas que vem ao mundo com uma missão linda.


    Bjs, Pri
    Mãe Sem Frescura
    www.maesemfrescura.net

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia essa história realmente um exemplo de vida!

    Beijos
    Gleysa
    www.demamaeursa.com

    ResponderExcluir

Topo