Troféu literário 2016

Por Ingrid

Aproveitando o primeiro dia do ano de 2017 para fazer uma retrospectiva das melhores leituras de 2016. Foram 33 livros lidos (em 2015 foram 52) dos mais diversos gêneros.

And the winner is...

Os melhores e piores
O melhor livro: O histórico infame de Frankie Landau-Banks - E. Lockhart
O pior livro: O doador de memórias - Lois Lowry
O livro com a melhor capa: Tudo que se perde, tudo que se ganha - Clarissa Corrêa
O livro que rendeu a melhor adaptação cinematográfica: -
O livro que rendeu a pior adaptação cinematográfica: Querido John - Nicholas Sparks
O título mais genial: Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática - Thalita Rebouças
O melhor enredo: A arte de correr na chuva - Garth Stein

Os queridinhos
A minha personagem queridinha : Malu (do que são feitas as estrelas?)
A personagem que me deu nos nervos: tio Lino (Belleville)
O meu casal queridinho: Malu e Lord
O casal que me fez querer vomitar: casal do conto "papai noel por um dia" - David Levithan
A personagem coadjuvante que roubou a cena: Lily (o doador de memórias)

As surpresas 
O autor que mais me surpreendeu: Carina Rissi
O livro que mais me surpreendeu: Procura-se um marido - Carina Rissi

As sensações
Melhor beijo: Malu e Lord
Trecho mais marcante: "Perdemos muito tempo ensinando as meninas a se preocupar com o que os meninos pensam delas. Mas o oposto não acontece. Não ensinamos os meninos a se preocupar em ser "benquistos". Se, por um lado, perdemos muito tempo dizendo às meninas que elas não podem sentir raiva ou ser agressivas ou duras, por outro, elogiamos ou perdoamos os meninos pelas mesmas razões." Livro: Sejamos todos feministas 
A história que mais me inspirou: Do que são feitas as estrelas? - Janaína Meilman
O livro que acabou com as minhas lágrimas: Querido John
A trama que me causou arrepios: Queria ver você feliz - Adriana Falcão
O livro que me deixou mais curioso: O histórico infame de Frankie Landau-Banks - E. Lockhart
A obra que me fez gargalhar: Princesa das águas - Paula Pimenta
A história da qual eu sinto mais saudades: Os bons segredos - Sarah Dessen
A ação que me pegou de surpresa: Do que são feitas as estrelas? - Janaína Meilman


Os "mais"
A leitura mais difícil: A fábrica de sonhos da Pixar - Robert Velarde
A leitura mais fácil: Luciana Saudade - Carlos Heitor Cony
O livro que li mais rápido: Sentimento do mundo - Carlos Drummond de Andrade

Para finalizar minhas metas:
Em 2016: 30 livros (feito)
Em 2017: 50 livros

PS: Essa ideia surgiu do blog da Karina Queiroz do Cotidiano Aleatório e este post foi adaptado

Um comentário

  1. Muitíssima honrada com todos os prêmios que Do que são feitas as estrelas? ganhou. Obrigada, Ingrid! Que felicidade saber que aquilo que eu escrevi tocou seu coração! Muitos livros em 2017 e muitas felicidades! E que possamos nos conhecer e conversar muito sobre livros! bjs

    ResponderExcluir

Topo