O Ano em que Te Conheci


O Ano em que Te Conheci
Uma grande amizade pode ser encontrada nos lugares mais inesperados
Cecelia Ahern




Bem-vindos ao mundo imperfeito de Jasmine e Matt.


Vizinhos, eles não têm o menor interesse em tornarem-se amigos e nunca haviam se falado antes. Estavam sempre ocupados demais com suas carreiras para manter qualquer tipo de contato.



Jasmine, mesmo sem nunca tê-lo encontrado, tem motivos para não suportar Matt.



Ambos estão em uma licença forçada do trabalho e sofrendo com seus dramas familiares. Eles precisam de ajuda. 



Na véspera de Ano-Novo, os olhares de Jasmine e Matt se encontram de forma inusitada pela primeira vez. Eles têm muito tempo livre e precisam rever seus conceitos para poder seguir em frente.



Conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer.



Uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever.



"Se quiser fazer alguma coisa, você tem que fazer isso agora. Se quiser dizer alguma coisa, então precisa dizer agora. E, principalmente, tem que fazer você mesmo. A vida é sua, é você quem vai morrer, é você quem vai perder."



Editora Novo Conceito 
Páginas: 
336
☆☆☆☆



O livro narra um ano na vida de Jasmine, uma mulher de 34 anos, independente, que só pensa no trabalho e alimenta um ódio mortal por Matt, seu vizinho problemático. Mas grandes mudanças estão por vir em uma história dividida pelas estações do ano, um ano de grandes metamorfoses na vida de todos, principalmente na dela. 

Quando vi esse livro na lista de lançamentos da Novo Conceito, eu fiquei louca para ler, gosto dos romances da Cecelia Ahern, o livro chegou junto com vários outros e dei prioridade para ele, achei que o devoraria rapidinho, por ser um livro dela e a premissa ser bem interessante. Mas me enganei, demorei bem mais que esperava para finalizar a leitura. O enredo é lento, com poucos diálogos, capítulos longos  e muitas páginas envoltas nos pensamentos de Jasmine, isso me deu a sensação de que o livro tinha bem mais páginas do que realmente possui. Foi uma leitura arrastada.


O livro é ruim Lila? Não, na verdade é uma boa história, me envolveu e me emocionou várias vezes, derramei algumas lágrimas e dei boas gargalhadas também! É um livro reflexivo, bem escrito e que conseguiu me tirar da minha zona de conforto. A autora consegue abordar diversos temas no mesmo livro de forma muito natural.  Posso dizer que aprendi bastante sobre relacionamentos, amizade, amor, prioridades e principalmente sobre a síndrome de down.

Não o livro não é sobre esse assunto, mas Jasmine tem uma irmã (Heather) com Síndrome de Down, o que faz com que o tema seja abordado de forma leve mas muito esclarecedora. Heather é doce, inteligente e muito independente, mas aos olhos da irmã é frágil, o que torna Jasmine super protetora e que de certa forma acaba usando a irmã como um escudo para praticamente tudo na vida, As duas irmãs são pessoas totalmente opostas, mas a relação delas foi a que mais me tocou no livro. Na verdade Heather com sua forma diferente de ver as coisas foi o que me emocionou em toda a história.

Outra coisa que me faz gostar da escrita de Cecelia é ver o amadurecimento dos personagens no decorrer dos capítulos! Jasmine desabrocha e se abre para a vida juntamente como seu jardim, o mesmo ocorre com Matt, ele conseguiu me cativar. Confesso que demorou, pois só podemos o enxergar sob a visão negativa da protagonista. Ela tem a tendência a exagerar no seus sentimentos, distorcer as coisa e querer estar sempre certa, o que não a torna uma fonte muito confiável.


"Milagres só crescem onde vocês os planta."


A edição está muito bonita, amei a capa, o marcador não poderia ser mais incrível, veio com esse lápis com sementes, que deve ser plantado quando não for mais utilizado, uma forma de devolver a natureza o que foi retirado dela, achei uma ideia fantástica e casou muito bem com a proposta do livro. Já que o jardim se torna como um personagem fundamental em O Ano em que Te conheci. A Novo Conceito não poderia ter criado uma proposta melhor! Amei!

"Se não fosse por você, eu teria me sentindo sozinho demais. Eu nunca me senti sozinho em sua companhia, nem por um segundo."

Embora eu tenha criado expectativas altas demais sobre o livro, eu o recomendo! É uma história que merece ser lida, mas não espere nada de reviravoltas ou coisas mirabolantes, o enredo é bem real, envolvente, humano e  daqueles que você lê e quer logo mudar algo em sua vida. Não importa o terreno, permita-se florescer. 


"Posso pensar em quatro momentos transformadores para mim: o ano em que nasci, o ano em que soube que ia morrer, o ano em que minha mãe morreu e agora tenho um novo, o ano em te conheci."

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo