Babysitters

Hoje dia 9 de janeiro damos início a mais um quadro no blog, esse será escrito pelo Cesar Faria (com algumas indicações nossas de vez em quando porque não?). Queremos indicar filmes para vocês que necessariamente estão passando no site da NETFLIX. Será chamado de Netfan. E aí você também assina?

The Babysitters

A produção – no Brasil BABYSITTERS DE LUXO - é de 2007; um filme independente dirigido por DAVID ROSS (A Floresta, 2006) e estrelado por KATHERINE WATERSTON (dentre outros trabalhos, 4 episódios como Emma Harrow na serie Boardwalk Empire em 2012, e Chrisann Brennan em Steve Jobs, 2015), com o marketing totalmente equivocado de sugerir uma produção voltada ao entretenimento erótico, quase adulto, quem sabe para excitar papai/mamãe no cumprimento da rotina de sábado.
A própria chamada do filme na NETFLIX faz uma pergunta em tom chulo que desmerece inteiramente o drama (tratado como comédia, vejam só): “Por que tomar conta de crianças se tomar conta dos pais é muito mais negócio?”
Atender o primeiro pai, o primeiro cliente, nunca foi um negócio. Foi ele quem preferiu dar e dar-se esse tratamento.
O filme é salvo pela personalidade extremamente interessante e cativante da personagem principal, a adolescente bastante adulta Shirley Lyner que talvez fantasiando envolver-se com um homem mais velho encontra no pai da criança que ela é chamada a cuidar como babá a maturidade que não encontra em seus colegas de escola.
 Após jantar com e beijar a Michael (JOHN LEGUIZAMO) recebe do pai da criança mais dinheiro do que deveria esperar como babysitter.
E aí é que está. Ela aceita e transforma isso em um negócio lucrativo e organizado no qual envolve suas colegas de escola para atender uma demanda crescente de pais que enlouquecem de desejo pelo grupo adolescente.
A virtude do filme está em se concentrar no perfil individual das envolvidas.
Shirley faz o jogo, mas nunca foi realmente uma jogadora. Em sua baixa autoestima e instigante estranheza ela aceita ser tratada como prostituta. Logo migra para a condição de dona do negócio e mantém com Michael – que continua lhe pagando – uma relativa estabilidade. Quem a vê enxerga a jovem empresária fria e calculista que toma conta de seu nicho com profissionalismo e violência.
Vale a pena ver o filme para conhecê-la e descobrir que não é bem assim. 


13 comentários

  1. Oiie Amigo, tudo bem?

    Deixa eu te contar eu nunca assisti nada na Netflix rs não pago, o meu negócio é assistir filmes na seção da tarde na Globo ou então Youtube kkkk Apesar de não sei chegada muito em filmes, vejo um em um mês ou mais de meses. Mas adorei a nova coluna do blog, espero ter várias indicações de filmes e que possa despertar em mim a vontade de ver.

    Bjs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  2. Essa coluna muito me interessa. Eu assino Netflix e não tem como saber todos os filmes que estão lá. Esse eu já havia visto, mas pensei que se trata-se de um documentários. Eu não tinha vontade de assistir antes, mas agora que li a sua resenha do filme, eu fiquei interessada. A sinopse realmente não é muito informativa.

    Bjs e valeu pela dica.

    http://ciadoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. UALLLLLLLL, esse tipo de filmes instigam nossa imaginação. Claro que se trata de uma traição, no entanto, parece se tratar de um excelente filme. Ah... gostei muito da nova coluna.

    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie

    Que legal essa nova coluna, bem que eu iria atrás dos filmes imediatamente, porém não tenho Netflix então ou eu baixo, ou compro em DVD e eu gostei bastante dessa história. Ele chamou muita atenção. Mas não é daqueles filmes que eu quero assistir imediatamente. Quando tiver oportunidade com certeza vou querer conferir a história da Shirley, e como ela se tornou uma empresária fria e calculista nesse ramo hahahha.

    Bjs
    Mayla

    ResponderExcluir
  5. Olá, adorei a nova coluna do blog, é muito bom ver dicas de filmes que passam no netflix, vou adorar estar acompanhando!

    beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post, esses tipos de filmes são muito legais!

    ResponderExcluir
  7. Oi Ingrid,
    Eu vi esse filme essa semana que passou.
    Achei bem louco, nem bom nem ruim, mas aquele tipo de filme que faz refletir.
    A forma como tudo é construído, é bem como você falou.
    No início era uma menina ingênua, e encantada que certamente ao receber aquele primeiro dinheiro se sentiu mal, mas que ao invés de se entristecer, vê nisso uma oportunidade para ganhar dinheiro e pagar os estudos.
    Tudo vai seguindo bem e de repente toma um rumo sem volta.
    Fique chocada com as atitudes dela no final.
    Bacana a coluna, quero ver mais filmes por aqui.
    Amo dicas :)

    Abraço e Bons Livros,
    Biblioteca do Coração❤

    ResponderExcluir
  8. Oiiii, eu não assino Netflix pq minha TV é antiga buááááááááa´, mas já vi comercial desse filme e apesar de não fazer meu gênero, achei bem interessante, pelo menos o comercial, é... Quem sabe um dia terei a oportunidade de assistir. Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Vou confessar que já passei várias vezes por esse filme no Netflix e não dei uma chance kkkkkkkkkk, mas confesso que você me convecu e vou assistir.
    Parabéns pela coluna, muito criativa e com certeza vai ter muitos leitores.

    Beijokas

    Paraíso das Ideias

    ResponderExcluir
  10. Atualmente não estou assinando Netflix, mas quero muito Babysitters parece ser bem interessante e pela sua resenha acho que irei gostar, principalmente por ter meio que um perfil psicológico de cada personagem e bastante assunto para discussão. Gostei do post! :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá Ingrid!
    Adorei o quadro de vocês sobre a resenha de filmes, estamos com um parecido no Uma vida literária, mas sem resenha, apenas indicação mesmo.
    Bom, Babysitters é o que a foto mostra, ne? Talvez até mesmo tenha outro lado, ainda mais por causa da baixa autoestima da adolescente... eu não curto filmes assim pq fico revoltada e me estresso a toa...
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oieee,
    Não conhecia esse filme e não tenho netflix (não me julgue). Não sei se assistiria ao filme, apesar de que parece muito interessante, pelo que você disse. Vou guardar aqui a dica!! Fiquei curiosa!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  13. Achei a resenha do filme ótima, ainda não conhecia o filme, mas despertou meu interesse, vou dar um jeito de assistir!
    Amei a ideia da nova coluna, e pelo pouco que vi, sei que vou ler todas as indicações e possivelmente assistir também!! Já quero ler a próxima!!

    ResponderExcluir

Topo