Não Foi a Primeira Vista


Poderia ser uma clássica história de amor a primeira vista, mas eu preciso dizer que você só é apaixonante quando revela ao menos um pouquinho de quem você é, não que você seja feio, eu particularmente acho lindo quando você tira os óculos e aperta os olhos para tentar ver qualquer coisa que seja, acho linda a tua boca que  tem esse traço tão perfeito, e essa barba grisalha que me ganha fácil, não vou mentir sobre suas entradas que estão te deixando careca, mas, enfim, o que me atraiu não foi essa barriguinha de chopp, foi o teu riso fácil e a tua inteligência, o teu bom humor e a tua capacidade de pegar o ônibus errado. 

Não me interessa o que você tem, estou muito mais preocupada em entender o porquê das suas escolhas. Quero saber se você gosta de cozinhar e o que gosta de comer, se você toca violão ou canta no chuveiro, quero saber quando e porque você começou correr, quero saber das tuas manias e principalmente como você pode dizer que não gosta de ketchup na pizza. 

Eu quero te ver acordar e sorrir enquanto força os olhos a focarem em alguma coisa, me beijar meio sem jeito e dizer "Tô com fome, a gente vai tomar café agora ou depois?"



Cris Santos

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo