São as águas de março trazendo o amor

Por Ingrid

Para um casal que me orgulho de conhecer:

Conheci ela primeiro. Já estudamos juntas e hoje, mesmo separadas, sei que posso contar com ela de olhos fechados. Ela sempre amou uma festa, danças e gente bonita reunida. Ele também gosta de uma festa e vai ver é isso que os uniu. Porque é fácil dizer que eles já se conheciam por um amigo em comum. A química não vem disso, ela vem em um ponto em comum. Aquele ponto que você olha e viciou.
Ele é aquele belo menino de exatas. Estudante de engenharia, fera na matemática, amante da física e dono do coração dela. 
Aliás, não precisa de fisíca mecânica alguma para saber que há ação e reação entre eles.

Eles já estão juntos há seis meses quase sete e sinceramente? Continuam a cada dia que passa mais e mais apaixonados. Eles formam o tipo de casal que há aquela pitada de amor e eles sabem rebolar quando algo quer derrubar. 
Aliás, eles, separadamente, já são pessoas determinadas e focados em um futuro.

Essa morena tem gingado e ele tem coração aberto. Ela tem um sorriso acolhedor e ele é bem amigo. Os dois gostam de praia. Lual também os atrai, mas sabe o que é? Eles se perdem no olhar um do outro. Não importa o lugar. 
Dividem o crepe, os amigos, o churrasco e o sorriso. Compartilham beijos e abraços e descobrem juntos o mundo um do outro.


Um comentário

  1. Que texto lindo, Ingrid!!
    Um amor assim é bom demais, né?

    Saudades de vocêês do blog!! Enfim, volteii!

    Beijo!!

    ResponderExcluir

Topo