{Resenha} No escuro - Elizabeth Haynes

Por Thainá Ferreira

Cathy mora em um apartamento sozinha depois que seus pais morreram quando ainda estava na faculdade. Toda manhã antes de sair de casa Cathy verifica as portas e janelas 6 vezes para ter a certeza de estarem bem trancadas. O caminho de volta para casa nunca é o mesmo durante a semana.


"Se eu não escolher um itinerário de volta diferente toda noite, fico achando que alguém vai me seguir. Dá para imaginar viver assim? Não é nada agradável."

 E ao chegar as portas e janelas tem de ser verificadas na mesma ordem todos os dias, e a cada dia os ataques de pânico, ansiedade e obsessão vem piorando junto com o TOC. Tudo isso  começou a 3 anos atrás, quando Cathy foi atacada por seu namorado e seu apartamento fora arrombado. Lee, um cara aparentemente tranquilo e um namorado perfeito, mas por trás da cara de bom moço um perfeito manipulador, trabalhava em uma boate como segurança e tinha outro emprego secreto que as vezes sumia por dias.
  Alguns anos depois ela conhece Stuart, um psicólogo que morara acima do seu apartamento. Eles se tornam amigos e Stuart tenta ajudá-la a superar o TOC. Mas será que Cathy vai conseguir superar, com todos os seus transtornos? E depois de todo o seu progresso para superar o ataque que sofrera, Cathy descobrir que Lee está de volta as ruas?
" A questão não é saber se ele vai descobrir onde estou, a questão é quando isso acontecerá. [...] Mas quando souber, ele virá atrás de mim."

O livro mostra duas épocas da vida de Cathy, antes e durante o TOC. A medida que vai avançando a narrativa, vai ficando mais intenso os fatos. 
A autora Elizabeth Haynes aborda assuntos muito importantes que é o TOC e a violência doméstica. Na história ela nos mostra os vários problemas que vem junto com a violência, os transtornos enfrentados por várias mulheres ao ter um marido ciumento, controlador, manipulador, alcoólatra, violento, etc.
 Por não ser uma mera história -pois acontece fora dos livros- os fatos relatados me deixaram tensa, horrorizada, com um certo medo, me deixou com sentimento de impotência e fragilidade diante da brutalidade enfrentada por Cathy -e outras mulheres-.
 Como sempre a Editora Intrínseca arrasou na edição do livro, a capa é lindíssima! É um ótimo livro, não da exatamente para relaxar com tanta tensão, e sempre que pensamos "agora vai dar certo." a autora vai lá e ri da nossa cara e faz uma reviravolta na história. Mas vale muito a pena conferir esta história intrigante, é de tirar o fôlego!


Quotes:

"O tempo todo, noite e dia, meu cérebro gera imagens de coisas que aconteceram comigo e coisas que podem acontecer. É como assistir a um filme de terror repetidas vezes, sem nunca se tornar imune ao medo.


"se não souber a coisa certa a dizer, então não diga nada."

"se você pretende fazer alguma coisa para o seu próprio bem, é melhor fazer direito, caso contrário não tem sentido em fazer."

"Mudanças sempre me deixam apavorada."

6 comentários

  1. Vou te confessar que esse livro não faz muito meu gênero de leitura, mas por abordar temas como violência doméstica - o que infelizmente está muito em alta - acho que acabarei comprando ele. Por ter muitas reviravoltas, podemos classificá-lo como suspense? Não gosto muito disso haha Adorei sua resenha <3

    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Ingrid. Se não me engano, tenho esse livro em minha estante (são tantos que eu me perco). Pensei que o livro tinha uma pegada diferente, mais "sombria". Mas mesmo se tratando da personagem com TOC eu fiquei interessada, ouço muitos comentários positivos a respeito da autora e sua escrita, a cada resenha fico mais ansiosa para ler os livros dela!

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem!

    Eu comprei este livro faz tempo e tenho muita curiosidade em ler. Na época comprei pelo preço, estava 7, 00. Haha. E gostei da sinopse também. Mas vendo sua resenha e sabendo mais do enredo fiquei com mais vontade de ler. Voltou para minha pilha de leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Achei bem interessante o livro trazer o tema do TOC e mostrar o pânico que essas pessoas sofrem. Fiquei curiosa para realizar a leitura.

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  5. Olá, já vi algumas resenhas dessa obra e estou ficando cada dia mais curiosa. Adoro o gênero e acho que curtiria muito essa leitura. Parabéns pela resenha!

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Olá, sabia que não tenho nenhuma dúvidas de falar que esse é meu livro preferido da vida? até hoje eu mesma verifico minhas janelas e portas todas as noitas com medo do Lee, esse livro me tocou de um jeito que eu nunca imaginaria ser tocada, senti tudo que a personagem sentiu

    ResponderExcluir

Topo