O Segredo de Indie [Resenha]

Ano: 2015 / Páginas: 296
Editora: Butterfly
Tara Taylor
Lorna Schultz Nicholson

O que você faria para se encaixar em padrões estabelecidos? 

Indigo Russell faz tudo para parecer uma adolescente normal para se encaixar em algum lugar no mundo. E por isso se esconde desde que descobriu seu dom há alguns anos. Mas Indie não é "normal" por mais que odeie isso, ela é diferente e especial. Indie é sensitiva, tem visões, e visões que lhe permitem ver o futuro, também consegue ver e falar com mortos, segredo que somente sua família e sua melhor amiga, Lacey sabem.

Lacey é sua melhor amiga, mas a amizade das duas será abalada quando nossa protagonista vê o namorado da amiga com outra garota em uma de suas visões. Como lidar com a situação? Contar a amiga? Esconder mais esse segredo? Em meio a todos esse problemas de aceitação Indie se aproxima de John, um solitário e enigmático garoto, recém-transferido para sua escola, as visões se intensificam, ameaçando não só para alterar a vida dos outros, mas também expor seu segredo tão bem guardado até agora.

''Ele me amava. Só podia ser. Nunca tinha verbalizado, mas aquele presente era um prova. Eu queria ficar para sempre ao lado dele. Dizer que meu coração estava disparado naquele momento era pouco. Ele quase saltava do peito.''

O que mais gostei no enredo foi a questão da paranormalidade e do sobrenatural, mas achei que poderia ter sido mais bem explorada, pois temática do livro é muito interessante, por ser inspirada na historia da autora Tara, por falar de pessoas sensitivas e situações pouco vivenciadas pelos leitores. A linguagem é bem juvenil, a historia é narrada em primeira pessoa, a escrita das autoras é leve e a leitura rápida.

O livro me incomodou em alguns sentidos. Gosto de personagens fortes e Indie ainda é adolescente e não consegue ver o dom que carrega consigo, vê sempre as coisas pelo lado negativo e é extremamente insegura. Então isso acabou me incomodando um pouco. Outro ponto que me incomodou foi a normalidade que as autoras retrata os relacionamentos abusivos que aparecem no livro, principalmente por se tratar de adolescentes envolvidos. Achei as relações muito frágeis, principalmente a amizade que Indie superestimava. Por outro lado, os personagens são bem humanos e reais, cheios de falhas e buscam uma forma de lidar com isso.

A capa é linda, muito atrativa e condiz com o conteúdo, a diagramação esta impecável.  No fim do livro temos uma entrevista que a Lorna fez com a Tara, já que a história foi inspirada em algumas situações pelas quais a Tara passou.
"Não se odeie por ser quem é."

O livro tem sequência intitulada Becoming Indigo que ainda não foi lançada aqui no Brasil, espero que nela Indie venha mais confiante, passa por uma verdadeira autodescoberta e se valorize mais. Eu estou bem curiosa com a continuação, espero que seja lançada em breve, pois ficaram muitas pontas soltas que precisam ser esclarecidas e quero conhecer o desfecho dos personagens. Mesmo com os pontos negativos eu recomendo que leiam e tirem suas próprias conclusões, vi que muitas pessoas amaram o livro e foi pelas resenhas positivas delas que solicitei ele para resenha da Editora Butterfly. Em uma escala de 1 a 5 eu daria nota 4 para o livro.

''Eu me odiava. Odiava ser daquele jeito. Odiava aquelas visões. Odiava ver pessoas mortas. E odiava magoar as pessoas a quem amava.''


13 comentários

  1. Gostei do tema do livro, eu sou bem sensitiva e gostei de saber que autora abordou um pouco o tema, vou procurar para ler.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Hum, gostei muito do gênero do livro e do tema; parece ser muito interessante!! Vou procurar saber mais sobre ele.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. já tinha ouvido falar do livro mas nunca me interessei em ler... a premissa não me atraiu, apesar de muita gente ter curtido a leitura... espero que não demorem pra lançar o segundo por aqui, essa espera dos leitores chega a dar angústia hehehe
    pena algumas coisas da história não terem agradado você, mas é comum isso acontecer, né? a gente sempre encontra algo aqui e ali que não nos impressiona ou incomoda...
    bjs...

    ResponderExcluir
  4. Oi, mesmo gostando da sua resenha, eu não consegui gostar do livro, não me senti atraida pela historia e pela protagonista, achei fraca e entediante, por isso, vou deixar passar a dica.
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Oiii Lila, como vai?
    Realmente eu nao conhecia essa obra e confesso que de certa maneira me prendeu, eu fiquei encantada com todo o sentimentalismo da obra e quero ler, parabéns pela resenha lindinha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Olá Tudo bem?
    Confesso que o tema não me atraiu. Apesar de sua resenha ser bem escrita, a sinopse não me chamou atenção!
    Parabéns pela resenha!
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Acho que a insegurança que você sentiu da personagem é típica da juventude. Essa leitura me parece interessante. Sua resenha me lembrou o livro "Yaqui Delgado quer quebrar sua cara". parabéns pela resenha, amiga
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu já tinha ouvido falar desse livro e me chamou muito a atenção. Achei interessante vocÊ destacar os pontos negativos da obra, como a naturalidade em falar sobre relacionamentos abusivos, fica até perigoso falar do assunto deste jeito.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá ALine, esse livro está na minha lista, justamente pelo enredo que gosto muito, a capa é linda mesmo. Qto a a personalidade insegura da personagem, eu creio que a idade ajude a influenciar o jeito dela lidar com o dom. Mas o relacionamento abusivo nunca é bom em nenhum livro né, eu tbm não curto. Bjkas

    ResponderExcluir
  10. Esperar por continuações é sempre tenso pra mim. Gosto de quando todos os livros já estão lançados. Sobre o livro: é a primeira resenha que fala sobre essa questão das relações abusivas tratadas com normalidade. Fiquei curiosa para saber como é o desenvolvimento. Mas desde já falo que é uma pensa as autoras não terem conseguido tratar com mais seriedade essa questão.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Não me interessei muito pelo livro, ainda mais quando você citou a insegurança e imaturidade da protagonista, mesmo ela sendo jovem. Eu não tinha percebido que o livro tinha continuação, espero que não demore para ser lançado para os qu estão querendo a continuação.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  12. Adorei, parece um livro excelente! Gostei do lance dela ser sensitiva!

    ResponderExcluir
  13. Olá, já vi algumas informações sobre essa obra e fiquei curiosa, sua resenha contribuiu ainda mais com a minha vontade de ler a obra.

    Abraços

    ResponderExcluir

Topo