Eu Preciso Mesmo De Um Amor?

Tenho certeza que a culpa é da Disney com seus contos de fadas cheios de princesas indefesas que sempre encontram um príncipe encantado e são felizes para sempre, e também desses filmes em que a mocinha desajeita esbarra no garoto mais lindo da escola que a ajuda a pegar os seus livros e eles simplesmente se apaixonam, mas a verdade é que isso nunca acontece, os sapos continuam sendo sapos, as feras não viram príncipes e os meninos bonitos da escola no máximo irão dizer “Foi mal” e deixar você mesma pegar os seus livros.

Não é que eu tenha desistido do amor, é só que desde que me entendo por gente tenho esperado por isso, pelo amor à primeira vista, pelo príncipe, e eu já percebi que não é bem assim, o amor existe em algum lugar eu sei, mas estou certa que não começa com era uma vez, provavelmente não começa com alguém derrubando meus livros, e até chegar ao “felizes para sempre” tem muita história.


Só não entendo porque temos que viver como se encontrar um amor fosse tudo, como se realmente precisássemos de alguém para ser feliz, porque a princesa não pode ser feliz vivendo incríveis aventuras sozinhas ou com seus amigos? E porque a menina não pode pegar os seus livros se apaixonar pela história de cada um deles e se tornar uma grande escritora dos seus próprios livros? Porque insistimos em ver amor em tudo, principalmente aonde ele não existe?


O amor existe em algum lugar, mas eu não sei se quero encontrá-lo. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo